Momentum



Hoje é meu aniversário. 19 anos já! E como não pode faltar, estou fazendo minhas reflexões. Do que pode ser melhor. No que eu posso ser melhor. Gostaria de compartilhar um pouco dos meus pensamentos.




É realmente muito ruim guardar magoas. Seja qual for o motivo, um ressentimento em sua consciência vai pesar o tempo todo. Sempre vai ter um peso nos ombros que não vai te permitir ficar em paz. Por mais que você tenha inúmeros motivos para ficar bem.

É um câncer na sua alma, e acredito que seja maligno. É quase impossível não afetar as pessoas que são próximas de você. A única forma de encontrar uma cura é deixar o passado no passado. É perdoar as pessoas que te fizeram algum mal (intencional ou não). É um pouco difícil perdoar, sim. O ser humano não gosta muito de abaixar a cabeça. Mas não é impossível.

Talvez possa ser impossível na sua situação atual. Mas ao sair na rua e ver outras realidades, outros mundos, você começa a ver que aquela magoa imperdoável já não é grande coisa. Porque você já não vive mais naquela realidade. Sua visão de mundo é outra, e provavelmente, do passado também.

É nesse momento que você abre a porta para o perdão. Você começa a entender que as pessoas são diferentes, por mais que sejam parecidas. Nem irmãos gêmeos são psicologicamente iguais. Também entende que todo mundo comete erros e fala coisas que desejou nunca ter falado, mas por um momento de raiva, falou.

Não estou falando de perdoar seus inimigos. Isso é assunto para outro texto. Estou falando de perdoar pessoas que amamos. Aquele amigo que você perdeu por alguma magoa idiota. Ou os seus pais, que em algum ponto do seu passado, falaram/fizeram coisas que te magoaram. Ou os seus avós, que não te ligam mais.

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixa cativar" - O Pequeno Príncipe.

Algum dia na sua vida, você vai magoar alguém que ama. Ou será magoado por alguém que ama. Mas quando se ama a intenção é totalmente oposta, não? Sim, mas quando se ama alguém, você tenta fazer o melhor para aquela pessoa. Ajuda ela, doa o seu tempo, e muitas vezes, sua vida. Mas esquece que aquela pessoa é diferente de você. E muitas vezes, o que para você seria bom, para o outro, é ruim.

Não acredito que seja realmente possível entender isso inteiramente. Não enquanto existir amor, seja ele Eros, Ágape ou Philos. Quando o coração falar mais alto, e você fizer aquilo que ele mandar, você não vai pensar muito se o outro é diferente de você. Só vai pensar que quer fazer o outro feliz. Pode ser a escolha certa. Ou pode ser uma escolha errada, que vá magoar o outro.

Todas essas coisas merecem perdão, por maior que seja a mágoa. Você conseguirá perdoar a partir do momento em que entender que foi apenas um erro e que o outro pode estar sofrendo tanto quanto você. E quando fizer isso... Irá sentir uma paz tão grande. Uma leveza espiritual. Quase como um renascimento.


Lucas Ribeiro Arantes
03/01/2012

1 comentários:

  1. Diana disse...:

    Mto bom o texto! :D Feliz aniversario! >.<'