O Enterro do Preconceito



-Bom, um bom tempo atrás eu tinha feito um blog em paralelo à esse, para tratar assuntos diferentes. Como agora eu escrevo textos aqui também, então vou trazer para cá o texto que tinha publicado lá-


O Enterro do Preconceito


Até quando uma coisa tão antiga vai reinar? Sonho com o dia em que o Preconceito for enterrado. Mas é algo que precisa ser plantado em cada pessoa, que atualmente, ainda precisam dele para viver. Não da pra perceber o quão tolo você está sendo enquanto discrimina alguém por algo que considera ser anormal. Anormal é você que vê graça nisso!

Cor não muda caráter.
Raça não muda caráter.
"Classe" social não muda caráter.
Opção sexual não muda caráter.
Religião não muda caráter.
Aparência física não muda caráter.
Gosto musical também não muda caráter.
DIFERENÇAS não mudam caráter.

Você utilizar do preconceito, também não muda seu caráter, afinal, você não tem um.
Está esperando alguém fazer isso com você também pra você ver que não é nem um pouco legal? E que piadas e brincadeiras só têm graça, quando ambas as partes acham engraçado.
Se isso não acontece, tome cuidado, porque você pode estar sendo a piada.

Não vou cansar de lutar contar o preconceito, e contra tudo aquilo que eu acredito. As coisas só mudarão quando alguém tomar a iniciativa de mudar e mostrar ao mundo que ele foi feito para todos.

Vamos enterrar o preconceito, ou esperar ele nos matar?

Lucas Ribeiro Arantes
28/08/2010

Expectativas: lado bom x lado ruim



Criar expectativas sobre tudo sempre foi um problema na minha vida.
Talvez por eu ser quase sempre otimista, acabo achando que o mundo é um lugar perfeito.
Que não existem contratempos e que meus planos sempre vão dar certo.
Sempre fico achando que o dia de hoje vai ser excelente.
Nunca paro para pensar que pode acontecer algo ruim.
Pensei que agir assim fosse bom. Mas estou começando a ver que não é.

Sei que a vida não é feita só de momentos bons, e que os momentos ruins é que fazem os bons valerem à pena. Se existissem só os bons, talvez eles não tivessem tanta importância, pois é algo que acontece todo dia.
Mas sempre espero que aconteça coisas boas. Crio uma expectativa de que tal coisa vai dar certo, ou que tal dia vai ser um dia bom. Mas muitas vezes não é isso o que acontece e acabo levando uma rasteira da vida.

Então talvez não criar expectativa nenhuma seja o melhor caminho, certo?
Mas se eu não criar expectativas sobre as coisas, vou estar sempre com o pé atrás com tudo, já que algo ruim pode acontecer. Não viverei os momentos intensamente, e provavelmente nunca serei feliz.

E aí, como faz?

Não posso criar expectativas sobre minha vida e as coisas que me cercam?
Não tenho direito de esperar coisas boas? De esperar felicidade?
Não posso querer desejar momentos felizes, só porque existe a possibilidade de não dar certo?
Não posso ser otimista com a vida sem ter que sofrer para isso?


Lucas Ribeiro Arantes
22/01/2012

Red Hot Chili Peppers - The Zephyr Song

Momentum



Hoje é meu aniversário. 19 anos já! E como não pode faltar, estou fazendo minhas reflexões. Do que pode ser melhor. No que eu posso ser melhor. Gostaria de compartilhar um pouco dos meus pensamentos.




É realmente muito ruim guardar magoas. Seja qual for o motivo, um ressentimento em sua consciência vai pesar o tempo todo. Sempre vai ter um peso nos ombros que não vai te permitir ficar em paz. Por mais que você tenha inúmeros motivos para ficar bem.

É um câncer na sua alma, e acredito que seja maligno. É quase impossível não afetar as pessoas que são próximas de você. A única forma de encontrar uma cura é deixar o passado no passado. É perdoar as pessoas que te fizeram algum mal (intencional ou não). É um pouco difícil perdoar, sim. O ser humano não gosta muito de abaixar a cabeça. Mas não é impossível.

Talvez possa ser impossível na sua situação atual. Mas ao sair na rua e ver outras realidades, outros mundos, você começa a ver que aquela magoa imperdoável já não é grande coisa. Porque você já não vive mais naquela realidade. Sua visão de mundo é outra, e provavelmente, do passado também.

É nesse momento que você abre a porta para o perdão. Você começa a entender que as pessoas são diferentes, por mais que sejam parecidas. Nem irmãos gêmeos são psicologicamente iguais. Também entende que todo mundo comete erros e fala coisas que desejou nunca ter falado, mas por um momento de raiva, falou.

Não estou falando de perdoar seus inimigos. Isso é assunto para outro texto. Estou falando de perdoar pessoas que amamos. Aquele amigo que você perdeu por alguma magoa idiota. Ou os seus pais, que em algum ponto do seu passado, falaram/fizeram coisas que te magoaram. Ou os seus avós, que não te ligam mais.

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixa cativar" - O Pequeno Príncipe.

Algum dia na sua vida, você vai magoar alguém que ama. Ou será magoado por alguém que ama. Mas quando se ama a intenção é totalmente oposta, não? Sim, mas quando se ama alguém, você tenta fazer o melhor para aquela pessoa. Ajuda ela, doa o seu tempo, e muitas vezes, sua vida. Mas esquece que aquela pessoa é diferente de você. E muitas vezes, o que para você seria bom, para o outro, é ruim.

Não acredito que seja realmente possível entender isso inteiramente. Não enquanto existir amor, seja ele Eros, Ágape ou Philos. Quando o coração falar mais alto, e você fizer aquilo que ele mandar, você não vai pensar muito se o outro é diferente de você. Só vai pensar que quer fazer o outro feliz. Pode ser a escolha certa. Ou pode ser uma escolha errada, que vá magoar o outro.

Todas essas coisas merecem perdão, por maior que seja a mágoa. Você conseguirá perdoar a partir do momento em que entender que foi apenas um erro e que o outro pode estar sofrendo tanto quanto você. E quando fizer isso... Irá sentir uma paz tão grande. Uma leveza espiritual. Quase como um renascimento.


Lucas Ribeiro Arantes
03/01/2012