09/12/2010



Tenho que seguir em frente
Contornando as longas curvas
Reduzindo nos obstáculos
Mas sempre passando por eles

Mesmo querendo muito desistir
E quase não tendo mais combustível
Por motivos sem explicação
Eu ainda continuo na estrada

Não tenho certeza do caminho
Mas sei muito bem onde quero chegar
Pode ter subidas e buracos
E pode ter descidas e planícies

Não mais guiado por um motorista
E sim pelo próprio caminho
Que me carrega pela estrada
E me leva a um destino

Mais um obstáculo apareceu
Grande o suficiente para me abalar
Mas pequeno perto de meus pneus
Que passarão por cima dele
Sem dó, sem nem olhar para trás

Lucas Ribeiro Arantes
09/12/2010

0 comentários: