29/11/2010



Quando se gosta de alguém
Um segundo pode ser um dia
Um dia pode ser a eternidade
Quando se gosta de alguém
É difícil perceber o tempo

Não queria esperar tanto
Por algo tão simples
O simples que se torna complicado
O complicado que demora muito

Por motivos que não entendo
Eu espero, espero e espero
Por motivos que eu acredito
Eu sigo, tento e não desisto

Quando se gosta de alguém
Um minuto pode se tornar um dia
A esperança também aumenta
De que um dia, se torne um minuto

Lucas Ribeiro Arantes
29/11/2010

21/11/2010



Desistir de todos os meus ideais
É algo não mais contigo em mim
Ver o presente como ele é
Não tornar o medo em um obstáculo

Apenas a confiança o realizará
Aquilo que não consigo explicar

Traz até mim o teu olho
E eu te darei o meu
Nele está a única explicação
De que há um brilho maior

Você enxergará o que eu também vi
E ao ver isso, hesitará em seu pensamento
Mas não desistirei de sua presença
Confiarei tudo ao brilho que eu vi

Lucas Ribeiro Arantes
21/11/2010

17/11/2010



Fiz essa poesia para minha amiga Luciana Tavares.


Por todos os dias de minha vida
Por todos os lugares em que eu passar
Todas as lembranças, as idéias, as sensações
Estarão guardadas em um lugar maior

Maior que eu, maior que você
Mas não maior que a saudade
Da certeza que sempre tivemos
Das coisas que sempre fizemos

O destino agora não é mais certo
Já não sei mais para onde ir
A dependência mútua que existe
Não irá separar nossas almas

Uma dádiva da vida, um elixir dos deuses
Sem armas nem presentes nas mãos
Você será especial para sempre
Fazendo sentido ou não

Um dia nos encontraremos na rua
Você me falará da família que formou
Lembrará desta poesia e de todas as outras
Darei-te um abraço, e direi:
-Bem vinda a minha vida

Lucas Ribeiro Arantes
17/11/2010

16/11/2010



Enquanto houver confiança em mim
Enquanto ela pairar sobre minha cabeça
Enquanto a vontade conciliar-se com a verdade
Todo o mundo me será tangível

Como dizia um antigo imperador
Veni, Vidi, Vici
Não vou apenas tentar
Eu vou vencer o desafio

Quando realmente se quer algo
Não se pode mudar o fato
De que a confiança em si mesmo
Facilitará a abertura de sua porta

Quando eu realmente quero algo
E enquanto houver confiança em mim
Todas as coisas me serão possíveis

Lucas Ribeiro Arantes
16/11/2010

14/11/2010



Queria ser um pássaro
Voar de galho em galho
Vivendo o dia-a-dia
Apenas voando, voando e voando

Um dia o sonho se realiza
E o pequeno menino voará
Cruzará todo o céu azul
Encontrará o mais belo anjo

Sentir o vento no rosto
Ver o mundo ficar pequeno
Ir a um lugar único
Subir, voar, ser livre

E após muito voar
O seu par encontrará
Nunca mais se separarão
A natureza é tão bela

Assim como os pinguins
Encontram seu parceiro
E vivem para sempre
Livres e eternos

Lucas Ribeiro Arantes
14/11/2010

11/11/2010



Por tempos e tempos, eu errei
Hoje eu posso dizer que morri
Meus sentimentos foram à zero
Não sentia mais meu corpo

Toda a força de vontade sumiu
O Corpo era apenas Corpo
A Alma era apenas Alma
Retornei para o princípio da luz

Bebi novamente da água da vida
Corpo e Alma se fundiram
A juventude voltou a meu rosto
A essência reapareceu no túnel

Meu despertar foi magnífico
Subi de novo ao poder
Dominei novamente o destino
Renasci

Lucas Ribeiro Arantes
11/11/2010

05/11/2010



É difícil te explicar isso
Mas mesmo nunca tendo os visto
Nos seus olhos eu posso ver
Uma chance do brilho da estrela

No teu colo eu quero buscar
Uma única frase de amor
Em seu coração quero encontrar
Uma realidade totalmente normal

É difícil te explicar isso
É mais fácil não entender
Apenas sinta o que eu sinto
Veja o que eu também vejo

Cada instante que se passa
A certeza é sempre maior
Certeza de que, sim, é você
Certeza de que não errei

Ainda é cedo minha querida
Não vou tentar entender isso
Vou apenas contemplar a beleza
Beleza de um destino incerto
Incerto e belo, certo e feio

É difícil te explicar isso
E impossível de entender
Algo tão repentino e discreto
Dominou meus pensamentos
Tão rápido quanto dominou
A incerteza da explicação

Lucas Ribeiro Arantes
05/11/2010

03/11/2010



Buscando algo que não tenho certeza
Tentando ser algo que vai além
Além de minha essência, de minha pureza
Querendo ser um outro alguém

Meus erros não foram meus
As atitudes e pensamentos eram seus
Um dia a realidade na cara me bateu
Eu deveria ter sido apenas Eu

Sempre quis ter sido algo especial
Não vi que ser especial é apenas ser normal
A verdade para mim apareceu
Sempre quis ter sido Eu

Eu devo ser apenas Eu

Lucas Ribeiro Arantes
03/11/2010